Notícia

Lei cria bolsa auxilio para alunos de ballet

A bolsa auxílio poderá ser concedida ao aluno até o final do curso da Escola de Teatro Bolshoi no Brasil

Publicado em 21/12/2017 Mateus Ciaca - 12:41

A Câmara de Vereadores aprovou no dia 15 de dezembro projeto de lei municipal que institui o Programa Bolsa Auxílio aos alunos da Escola de Ballet da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Ibiporã que obtiveram aprovação da Escola de Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville (SC).

De acordo com a Lei 047/2017, os bailarinos terão direito à bolsa no valor de R$ 1,1 mil por mês durante o tempo que permanecerem na escola. O objetivo é contribuir para a permanência desses alunos, facilitando a realização das atividades necessárias para a sua formação profissional.

Entre os critérios estabelecidos, terão a necessidade de estar no 3º Nível na Escola de Ballet de Ibiporã, residindo na cidade há pelo menos três anos e que estejam matriculados na rede escolar do município.

Aprovado há dois anos no Bolshoi, o ex-aluno da Escola de Ballet, Eduardo Ávila, já possui as condições de receber esse benefício, informa a coordenadora Leila Assis. "A maior dificuldade do aluno lá é com a moradia, então esse apoio que o município vai dar é de extrema importância, pois muitos não possuem condições de prosseguir na carreira artística por motivos financeiros", explica.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Agnaldo Adélio, enfatiza que "nós, enquanto Secretaria, temos o compromisso de desenvolver e incentivar esses alunos em seus objetivos. Então, para Ibiporã é uma grande conquista termos alunos do nosso ballet no Teatro Bolshoi. Isso significa que o nosso trabalho tem sido feito ao longo dos anos com excelência", finaliza. Mantida pelo governo municipal, através da Secretaria de Cultura, a Escola de Ballet de Ibiporã existe desde 1990 e possui cerca de 200 alunos.