Casa de Artes e Ofícios Paulo VI

Casa de Artes e Ofícios Paulo VI

Rua 1º de Maio, 224 – fones 3178-0215/ 3178-0216

Inaugurada em 18/06/1966, a Casa de Artes e Ofícios Paulo VI foi fundada pelo artista plástico Henrique de Aragão (1931-2015) que chegou ao município de Ibiporã em meados da década de 1960 e viveu no local (a Casa de Artes) até sua morte, em 25/08/2015.

O local, que era um antigo barracão da Prefeitura de Ibiporã, foi doado a Henrique com o intuito de desenvolver a cultura na cidade, por meio de cursos como teatro, ballet, artes plásticas e música, o que deu base à criação da Fundação Cultural de Ibiporã, em 1987. Contando com um teatro de arena, o Teatro Eutália Aragão (em homenagem à mãe do artista), a Casa de Artes recebeu inúmeros espetáculos de teatro (com o Grupo Célula) e de ballet, antes da inauguração do Cine Teatro Municipal Padre José Zanelli (no ano de 1988).

Ao lado do Teatro Eutália fica o ateliê onde Henrique trabalhava, onde encontramos alguns dos materiais utilizados e maquetes de grandes obras suas. A Casa de Artes abriga diversas esculturas e pinturas de Henrique e de outros artistas que frequentavam o local, além de objetos pessoais do artista e artefatos que atestam sua trajetória profissional.

Após a morte de Henrique de Aragão, a Casa de Artes, o ateliê e o acervo foram transferidos para a Fundação Cultural de Ibiporã (em 09/05/2016), estando sob a responsabilidade desta e da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SMCT), que a preserva, a mantém e ali recebe turistas, visitantes e estudantes de todas as idades. O local também é utilizado para aulas de artes plásticas para alunos dos Cursos de Artes (desenho, pintura e gravura) da SMCT.